Publicidade
Camaçarí / BA - 25 de Julho de 2024
Publicado em 08/07/2024 10h16

“A primeira grande fake news no Brasil foi o mensalão”, diz José Dirceu durante entrevista

Condenações anuladas pelo STF abrem espaço para que o petista considere retornar ao Congresso Nacional em 2026
Por: Metro 1

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu (PT) classificou a sua condenação no processo do mensalão como "a primeira grande fake news do Brasil" durante uma entrevista a um telejornal da Bandnews no domingo (7).  Preso em 2013 por ser considerado um dos líderes do esquema, Dirceu teve sua pena perdoada em 2016 por decisão do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF).

"Eu disse, e alguns me criticaram por dizer, que até por justiça, eu mereço voltar ao Congresso Nacional. Eu fui cassado por ter sido chefe do mensalão. O Roberto Jefferson foi cassado porque não provou o que era o mensalão. E o Supremo me absolveu de formação de quadrilha. Então basta ver quem é o Roberto Jefferson hoje e quem sou eu. A primeira grande fake news no Brasil foi o mensalão. Não o caixa-dois na campanha eleitoral, mas a história de que existiu o mensalão e que eu era o responsável', afirmou.

O político foi condenado a 7 anos e 11 meses após ser apontado como responsável do esquema de pagamento de mesadas a parlamentares para garantir o apoio de projetos do governo Congresso Nacional entre 2003 e 2004. Ao longo da entrevista, Dirceu alegou que a sua prisão foi uma tentativa de tirá-lo do meio político-institucional no momento que ele "podia entrar na linha sucessória do presidente Lula".

Em maio deste ano, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) também considerou extinta uma segunda pena imposta a José Dirceu por corrupção passiva na Operação Lava-Jato, devido à prescrição. As decisões favorecem a possibilidade de Dirceu voltar a disputar eleições em 2026, quando ele avalia concorrer ao Congresso.

Publicidade

Comente essa notícia