Publicado em 17/06/2021 10h43

Aprovada no IFBA agradece pela qualidade do ensino da rede municipal de Camaçari

.

Não bastou Alana Sales da Silva, ex-aluna do Centro Educacional Darcy Ribeiro, ser aprovada no curso de Informática do Instituto Federal da Bahia (IFBA) em 2021. Além de atingir a nota 10, foi a única menina a realizar o feito. A primeira atitude da estudante foi enviar um e-mail agradecendo a cada membro da equipe técnico-pedagógica do centro de ensino.

A fim de retribuir o reconhecimento de Alana, a gestora da Secretaria da Educação (Seduc), Neurilene Martins, e diretor do Darcy Ribeiro, Manoel Palma Vidal, realizaram visita à residência da ex-aluna, em Barra do Jacuípe, na manhã desta quarta-feira (16/6).

Das mãos da secretária, Alana recebeu uma orquídea lilás e uma coleção com dez livros do escritor moçambicano Mia Couto. "Em 2020 o Comitê Escolar do Darcy garantiu a educação remota através do projeto Mais e Melhor Educação: em Casa. Isso permitiu que ela completasse o seu percurso no ensino fundamental, o que a habilitou a concorrer a uma vaga no IFBA esse ano. Isso reafirma a importância do trabalho ofertado pela Seduc e da força dessa família que coloca a educação como prioridade", reconheceu Neurilene.

Em função da pandemia, em 2021 o Instituto Federal fez a seleção para os cursos técnicos gratuitos da instituição de modo não-presencial, através de avaliação do histórico escolar dos candidatos. O diretor Manoel Palma Vidal afirmou que perde muito o aluno que não dá atenção continuada ao seu desempenho escolar. "O aluno não estuda para os seus pais ou para o professor, mas ele está estudando para o seu crescimento", esclareceu.

Alana é acompanhada pelo Darcy desde o 6º ano do ensino fundamental. Aluna dedicada e cheia de sonhos, nunca foi reprovada em seu percurso na escola. "Era o meu objetivo estudar numa escola boa, e a informática é muito importante nos dias de hoje. Estudei por longos quatro anos para alcançar esse objetivo", declarou a jovem.

Não passou despercebido para a ex-aluna o fato de ter sido a única menina aprovada entre os três candidatos que obtiveram nota 10 na seleção. "Me sinto na obrigação de dizer que meninas não devem abaixar a cabeça. Elas devem correr atrás de seus objetivos", sustentou Alana.

A estudante é muito grata ao papel que o Darcy teve em sua trajetória. "A escola sempre deu muito apoio aos alunos, sobre ir atrás dos objetivos que queríamos alcançar, sempre conversavam com a gente. Quando não sabíamos um assunto, eles paravam para esclarecer, ensinar depois. Foi bem importante esse apoio da escola. Me sinto muito gratificada por estar onde estou agora, e de poder alcançar muito mais!", afirmou.

Foto: Leandro Silva

Autoria: Visão Diária Ascom

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade
Copyright 2009 - 2021 © www.visaodiaria.com.br - Todos os direitos reservados
jornalismo@visaodiaria.com.br • Tel/WhatsApp: (71) 9238-4606
Desenvolvimento: Tecnosites