Publicado em 17/06/2021 09h54

PF prende suspeito de participar de esquema de fraude a benefício emergencial no litoral de SP

Ainda durante a operação, a Polícia Federal apreendeu máquinas de cartão, celulares e pen drives em Praia Grande. Operação Sexta Parcela acontece na Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Rondônia, Roraima e São Paulo.

 


Agentes prenderam o suspeito em um imóvel em Praia Grande, no litoral de São Paulo — Foto: Divulgação/Polícia Federal

Agentes prenderam o suspeito em um imóvel em Praia Grande, no litoral de São Paulo — Foto: Divulgação/Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (17), a Operação Sexta Parcela, em combate às fraudes aos benefícios emergenciais. Um suspeito envolvido no esquema foi preso em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Equipes também conseguiram cumprir três mandados de busca e apreensão na cidade.

A operação foi iniciada para recuperar os valores fraudados. Outros 32 mandados de busca, um de prisão temporária e um preventiva, além de 12 de sequestro de bens são cumpridos também na Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Rondônia, Roraima e São Paulo.

Em todo o estado de São Paulo, são cumpridos 12 mandados de busca e apreensão, um mandado de prisão temporária e seis mandados de sequestro de bens, totalizando a quantia de R$ 228 mil bloqueados por determinação judicial. As ações em São Paulo ocorrem na capital paulista, na grande São Paulo e em Praia Grande.

No litoral paulista, os mandados de busca e apreensão foram cumpridos em três imóveis diferentes, onde foram localizados pen drives, máquinas de cartão e celulares, todos itens que teriam sido usados durante os crimes.

De acordo com a PF, essas fraudes geraram um prejuízo de R$ 78 mil aos cofres públicos da região. No total, a Sexta Parcela já bloqueou R$ 410 mil por determinação judicial.

Máquinas de cartão, pen drive e celulares foram apreendidos durante operação — Foto: Divulgação/Polícia Federal

Máquinas de cartão, pen drive e celulares foram apreendidos durante operação — Foto: Divulgação/Polícia Federal

Além dessa operação, outras 98 já foram feitas pela PF para combater fraudes em benefícios emergenciais. Em um dos casos, uma organização criminosa gerou um prejuízo de R$ 580 mil aos cofres públicos.

As investigações são feitas a partir da Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE). Participam dela a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, CAIXA, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União.

Policiais cumpriram mandados de busca e apreensão em três casa em Praia Grande — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais cumpriram mandados de busca e apreensão em três casa em Praia Grande — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão e prisão em Praia Grande — Foto: Divulgação/Polícia Federal

Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão e prisão em Praia Grande — Foto: Divulgação/Polícia Federal

Autoria: G1 Bahia

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade
Copyright 2009 - 2021 © www.visaodiaria.com.br - Todos os direitos reservados
jornalismo@visaodiaria.com.br • Tel/WhatsApp: (71) 9238-4606
Desenvolvimento: Tecnosites