Publicidade
Camaçarí / BA - 25 de Junho de 2022
Publicado em 09/02/2022 22h49

Idosa vítima de golpe em caixa eletrônico reconhece golpista por foto na delegacia

Vítima reclama da falha de segurança do banco em liberar alta quantia pelo caixa eletrônico
Por: Metro 1

Idosa vítima de golpe em caixa eletrônico reconhece golpista por foto na delegacia
 

A idosa de 73 anos vítima de um golpe, quando usava um caixa eletrônico no supermercado Big Bompreço de Armação, reconheceu um dos golpistas por fotos na tarde desta quarta-feira (09) na delegacia da Boca do Rio. A Polícia Civil vai solicitar a prisão do suspeito. A vítima foi ao caixa eletrônico sacar R$ 170 para pagar um boleto, mas acabou sendo ludibriada por um casal, que conseguiu trocar o cartão da conta bancária dela. Confira o vídeo ao final desta matéria.

Na sequência, os golpistas solicitaram, pelo próprio caixa eletrônico, um empréstimo no valor de R$ 25 mil na conta da idosa. Com a quantia na conta, os golpistas pagaram um boleto de R$ 4.999,00 e fizeram dois saques, um de R$ 2 mil e outro de R$ 3 mil.

 “Quando eu cheguei em casa, vi as mensagens no celular das transações realizadas em minha conta e corri para a agência do Banco do Brasil para avisar. Só lá descobri que meu cartão havia sido trocado”, conta.

Ela diz que já estava indo embora quando a mulher golpista a chamou e avisou que um extrato havia saído do caixa. “Eu avisei que já tinha concluído a transação e ela insistiu avisando que já havia acontecido com ela e que o meu cartão seria bloqueado. Depois ela me ofereceu ajuda para realizar o procedimento para não bloquear o cartão”, lembra.

A idosa reclama que o Banco do Brasil julgou improcedente as suas reclamações e a orientou a registrar uma reclamação na Ouvidoria da instituição. “Sou cliente do Banco do Brasil há 40 anos. Nunca nem usei o limite do cheque especial. Nunca tomei dinheiro emprestado no banco, nem sabia que tinha esse dinheiro pré-aprovado. Por que disponibiliza um valor desses sem a gente pedir, sem comunicar nada, sem exigir uma assinatura?”, questiona a vítima.

Por meio de nota, o Banco do Brasil informou que “orienta seus clientes que, ao utilizar caixas eletrônicos, não aceitem a ajuda de estranhos, estejam atentos a olhares curiosos e que mantenham seus cartões sempre sob supervisão”, diz trecho da nota.

O Banco ainda afirmou que acolhe e analisa todas as contestações de movimentações financeiras não reconhecidas pelos seus clientes. “Posteriormente, esse processo é analisado pela área técnica que define sobre a responsabilidade das partes e sobre o ressarcimento ou não dos valores contestados. Detalhes sobre casos específicos não são divulgados”, finaliza a nota.

Publicidade

Comente essa notícia