Publicado em 15/04/2021 12h20

Casal guardava fogos de artifício sem alvará em Crisópolis, diz delegada

Os corpos do casal já foram identificados. A filha, de 13 anos, foi levada em estado grave para o HGE, em Salvador

[Casal guardava fogos de artifício sem alvará em Crisópolis, diz delegada]
Foto : Metropress

Por André Uzêda no dia 15 de Abril de 2021 ⋅ 09:34

A explosão de uma casa em Crisópolis, a 232 km da capital, Salvador, deixou dois mortos na tarde da última quarta-feita (14). A polícia já identificou os corpos, são do casal: Ebervan Souza Reis, de 49 anos, e sua esposa, Fernanda Santana Batista, de 34. A filha deles, Talia Reis, de 13, também estava em casa no momento do indicente e teve ferimentos graves. Ela foi transferida para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador. 

Metro 1 conversou com a delegada Débora Vânia Cruz, que acompanha as investigações. De acordo com ela, no local não funcionava uma fábrica de fogos de artifício e, sim, um depósito para este tipo de material, que o casal vendia nas feiras livres da cidade. De acordo com a polícia, eles não tinham um alvará que permitisse o armazenamento destes explosivos. 

A explosão aconteceu por volta das 14h20 da tarde. Um enorme estrondo foi ouvido e a casa veio completamente abaixo com o impacto. Moradores da cidade, de pouco mais de 20 mil habiantes, se aglomeraram e começaram a tentar ajudar as vítimas, naquele momentos soterradas pelos escombros.

Autoria: METRO 1

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade
Copyright 2009 - 2021 © www.visaodiaria.com.br - Todos os direitos reservados
jornalismo@visaodiaria.com.br • Tel/WhatsApp: (71) 9238-4606
Desenvolvimento: Tecnosites