Publicidade
Camaçarí / BA - 25 de Junho de 2022
Publicado em 29/03/2022 23h32

Pistoleiros espancam acampados e atiram contra famílias do Movimento Sem Terra na Bahia

.
Por: Aratu online

Pistoleiros espancam acampados e atiram contra famílias do Movimento Sem Terra na Bahia

Dois homens armados espancaram e atiraram contra as famílias acampadas do Movimento Sem Terra (MST) nesta terça-feira (29/3), na Fazenda 2 Rios, no município de Itaetê, na região da Chapada Diamantina. Segundo o MST, os homens se apresentaram como policiais, mesmo sem a identificação ou uniforme.

Ainda de acordo com o grupo, os dois suspeitos mostraram as armas de fogo e deram alguns tiros, rendendo as famílias acampadas. Um dos tiros acertou uma mulher, que já foi socorrida e hospitalizada, sem risco de morrer. 

"A intimidação por parte dos pistoleiros acontece desde o dia 25. A polícia já foi acionada, porém as ameaças continuam sendo feitas pelos pistoleiros", destaca o MST.

A Fazenda 2 Rios foi ocupada na última sexta (25/3) por cerca de 250 famílias. O local possui mais 3,5 mil hectares de terras consideradas improdutivas pelo movimento.

OCUPAÇÕES

Esta é a terceira ocupação na Chapada Diamantina este mês. As outras ocorreram em uma área de monocultivo de eucalipto, abandonada, pertencente a empresa Ferbasa, no município de Planaltino/BA. Com cerca de 230 famílias que ocuparam a área.

A outra ocupação ocorreu no município baiano de Piritiba, na fazenda Cajazeira, com 50 famílias. A área também está abandonada e improdutiva, segundo o MST.

"Em todas essas ocupações realizadas pelas famílias Sem Terra, se reivindica a  desapropriação das áreas improdutivas para fins da Reforma Agrária", salienta o órgão.

Publicidade

Comente essa notícia